O cultivo do cacau

O cultivo do cacau

O cacau é cultivado em seis estados brasileiros. Os maiores produtores são os estados da Bahia e do Pará, que, recentemente, têm se revezado no primeiro posto. Ambos contam com condições climáticas ideais para a produção do cacau.

O país que já foi o maior exportador de cacau, hoje figura na sétima posição no mercado mundial, mas com perspectivas de aumentar sua participação, principalmente na venda de produtos com maior valor agregado, como chocolate fino.

Atualmente o Brasil tem aproximadamente 70 mil produtores que cultivam o cacau em quase 700 mil hectares. Pelo menos 80% desses produtores são classificados como pequenos e médios produtores com menos de 10 hectares em média de cacau.

Os produtores e a indústria do cacau querem aumentar a produção e a produtividade do cacau e ajudar o Brasil a se tornar um líder mundial em cacau sustentável.

O preparo do solo

Antes de falar do preparo do solo, vamos abordar a questão do clima e do solo. O cacau é muito exigente em calor e umidade. A sua cultura, do ponto de vista econômico, só é recomendável, em regra geral, nas regiões cuja temperatura média anual esteja em torno de 23 a 25ºC e a média anual das temperaturas mínimas ao redor de 21ºC.

Quando falamos sobre uma planta mais forte é preciso ter ainda mais preocupação com o solo. O cacaueiro prefere solos mais profundos, porosos e frescos.

Daí a razão pela qual os terrenos de mata terem sido os preferidos para a implantação de sua cultura. O pH do solo precisa ser próximo a 7 e o ideal é que se plante o cacau em meias-encostas.

São duas as opções sobre como plantar cacau: com sementes ou mudas e o ideal é que a plantação do cacau seja feita em épocas de chuva e deve ser feita em cova de cerca de 1 cm de profundidade. Primeiro coloca a muda ou a semente e cobre com terra que tenha sido adubada. E o espaçamento deve ser de 3,5×2,5m ou 3,5×3,0 m. A colheita do cacau só deve acontecer depois do segundo ano de plantio, mas é somente depois do quinto que ele começa a dar frutos com mais frequência.

 

Gostou desse conteúdo? Cadastre-se aqui e receba dicas, notícias e novidades em primeira mão.

 

Deixe uma resposta