O café está presente no dia a dia de 76% da população brasileira, cada pessoa toma de duas a quatro xícaras diariamente, sendo uma das bebidas mais consumidas do país, tanto na versão quente quanto gelada.

Atualmente, o Brasil é considerado o maior produtor e exportador de café do mundo. Portanto, se você quer investir em uma área da agricultura, um dos ramos mais indicados é a cafeicultura, que é totalmente consolidada, possui um lastro histórico de sucesso grande, estável e muito lucrativa.

Mas afinal de contas, você sabe como é feito o Preparo do Solo para Café?

Acompanhe a nossa matéria.

O primeiro passo para começar a sua plantação de café é escolher um local adequado para a plantação de café.

Levando isso em consideração, procure evitar terrenos que estejam voltados para faces propícias à ação de ventos fortes e frios, pois esta característica é altamente prejudicial às plantas.

O preparo do solo é um ato muito importante no plantio do café. A começar pelo terreno: Uma área limpa, lhe trará menos trabalho no futuro.

O local não deve ter recebido o cultivo de cafezais dentro de um período de 5 anos, pois essa condição favorece o aparecimento de moléstias e pragas.

A plantação de café se desenvolve mais facilmente em lugares que apresentam uma topografia plana, pois, caso seja íngreme, pode tornar os processos de semeadura e colheita mais trabalhosos.

O solo também deve ser fértil e bem drenável, devendo ser evitado se for muito erodido ou pedregoso.

Alguns cuidados iniciais são essenciais: ao plantar qualquer grão é importante que este seja germinado sem concorrência de gramíneas ou qualquer inseto que venha prejudicar seu desenvolvimento e com o café não é nada diferente.

O uso de herbicida no controle destas áreas tem sido muito importante, mas seu uso deve sempre ser acompanhado de quem realmente entende, pois assim você evita a contaminação, o gasto elevado e às vezes até a morte de sua planta.

É importantíssimo conhecer bem a área onde será feito o plantio. O sucesso na colheita do café depende muito da qualidade do solo e de como a planta foi tratada ao longo do ano. A planta requer muita matéria orgânica e uma boa adubação, assim sendo seu fruto irá produzir um café de alto padrão. As curvas de níveis deverão ser feitas evitando que o solo seja lavado. O bom agrônomo estará sempre ligado a estes problemas alertando sempre o fazendeiro para o cuidado que ele deve ter com o seu solo.

Preparando o solo

Mesmo observando todos os pontos indicados para escolher um local para a plantação de café, dificilmente ele será totalmente perfeito, sendo necessário corrigir os erros.

Primeiramente, é recomendado consertar a erosão do solo, para isso, passe um trator esteira, que é capaz de igualar o terreno, acabando com os buracos e tornando-o plano.

Isso irá permitir que a semeadura seja realizada mais rapidamente, além da colheita, é claro.

Na sequência, tem-se que cuidar das questões nutritivas do solo. Faça uma limpeza superficial para retirar todas as impurezas que estão visíveis.

O local recebeu outro cultivo dentro de 1 ano? Neste caso, é indicado arar a terra, moendo os restos que serão decompostos rapidamente e convertidos em adubo.

Agora é hora de plantar

O solo está impecável para receber o novo cultivo? Pois bem, agora é o momento de selecionar a diversidade de café que será plantado.

Após escolher as sementes é preciso fazer a semeadura do café. Nesta fase, comece abrindo as covas com aproximadamente 30 cm de profundidade e 25 cm de largura. Cada buraco deve ter um espaçamento de 80 cm, que é o suficiente para que um arbusto não interfira no crescimento do outro.

O ideal é colocar entre 2 e 3 sementes dentro de cada cova, posteriormente, cubra-as com 2 camadas de terra. Termine o processo de semeadura irrigando os canteiros para acelerar a germinação da planta.

O cultivo do café requer cuidados especiais para gerar fruto de alta qualidade. Antes de qualquer coisa, é preciso manter os canteiros úmidos, logo, irrigue a plantação, pelo menos 1 vez por semana. Porém, é necessário tomar cuidado para não acabar encharcando o solo.

O terreno também está sujeito ao aparecimento de ervas daninhas e pragas, que podem atrapalhar o desenvolvimento das plantas.

Sendo assim, é necessário fazer inspeções quinzenais para averiguar o aparecimento destes agentes externos e posteriormente eliminá-los.

Os cafeeiros ficam prontos para a colheita quando apresentam grãos de tamanho médio, sendo que a plantação deve estar com 20% com coloração verde. Este processo pode ser feito totalmente manualmente ou de forma mecânica.

O café tem que ser desprendido dos galhos, retirando todos os fiapos. Também, é necessário tomar cuidado ao manusear os grãos para evitar que eles fiquem machucados, perdendo o sabor e ficando inutilizáveis para o consumo.