Setores em alta em meio à pandemia

Setores em alta em meio à pandemia

A crise provocada pela pandemia virou o mundo de ponta cabeça, trazendo à tona além do isolamento e o uso de máscaras, novos hábitos de consumo e principalmente, os meios de consumir. 

Empresas e lojas que antes só trabalhavam e vendiam de forma presencial tiveram que correr para solucionar, ou pelo menos diminuir os prejuízos. E para muitos (ou todos), a solução esteve na ponta dos dedos. 

A internet amorteceu o impacto que o coronavírus causou na economia, e para diversas empresas e setores do mercado não houve recessão, ainda que algum prejuízo não tenha sido evitado o fechamento anual foi positivo. 

Como exemplo temos empresas do ramo de informática, que tiveram um crescimento nas vendas durante a pandemia devido à grande procura por peças, computadores e periféricos, causado pela necessidade daqueles que aderiram ao home-office. 

Nesta mesma maré, empresas que já vendiam online cresceram mais de 40% em 2020. Pessoas que não tinham o hábito de comprar online, ou nunca compraram, precisaram passar por essa experiência recorrentemente. 

Dessa forma, muitos lojistas, principalmente os pequenos comércios dobraram os esforços, utilizando apps de mensagem e as redes sociais para resistir à crise. Alguns venceram, outros infelizmente não. 

Outro serviço que já vinha crescendo, mas disparou com a pandemia foi o delivery, empresas e apps que oferecem este serviço tiveram um aumento de 94%. Lojas e restaurantes que antes não ofertavam entrega em domicílio, se viram obrigados a contratar motoboys para não deixar de vender. 

O setor da construção civil, um dos principais setores da economia brasileira e um dos mais impactados pela crise, reagiu bem em 2020, e deixou o mercado confiante para 2021. Apesar do período de recessão, a volta por cima veio e trouxe esperança, além de um aumento de 37% na contratação. 

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), esse otimismo por parte dos empresários se deve a retomada dos negócios no início do segundo semestre de 2020, após vencer a turbulência do primeiro, além disso, o investimento em estratégias e ferramentas que agilizam o processo de trabalho, trouxe aos trabalhadores mais segurança para a retomada e expectativa para o setor. 

A pandemia causou um desgaste muito grande na economia mundial, mas por outro lado, para diversos setores foi necessário se adaptar a este tempo e buscar por inovação. 

Gostou desse conteúdo? Tem muito mais em nosso blog!  

Deixe uma resposta