Quantos alimentos você consome e que levavam farinha de trigo em suas composições? Muito provavelmente, pelo menos, uma das suas refeições contou com este ingrediente, não é mesmo?

Os solos utilizados para o plantio de trigo são, predominantemente, solos profundos, bem drenados e distribuídos em relevos suave-ondulados a ondulados, sem limitações para a mecanização agrícola.

O solo foi utilizado anteriormente para outro plantio? Não tem problema, mas é necessário promover a sua limpeza completa, que pode ser feita através do arado, que é capaz de moer os resíduos de outras plantas, fazendo com que se decomponham rapidamente e não interfiram no crescimento do trigo.

Outro ponto importante para melhorar o solo e permitir mais nutrientes às plantas utilizando adubos orgânicos e produtos específicos para enriquecer o solo, embora aumente um pouco o custo da sua plantação de trigo, faz toda a diferença no quesito crescimento do cereal. Alguns sistemas de preparo do solo podem ser utilizados nas lavouras de trigo no Brasil, como a semeadura convencional, o cultivo mínimo e o plantio direto.

- Semeadura convencional: compreende aração e gradagens para nivelamento da área, com revolvimento do solo e incorporação de restos da cultura antecessora. Embora utilizado no passado, atualmente é pouco empregado nas áreas de trigo.

- Cultivo mínimo: compreende, geralmente, uso de escarificador para realizar a mobilização do solo em camadas mais profundas que o arado, sem inversão de camadas superficiais do solo e com mínima incorporação dos resíduos culturais da superfície do solo. Tem sido utilizado por muitos produtores com o objetivo de eliminar/reduzir camadas compactadas. Alguns estudos recentes têm demonstrado que esse efeito é de curta duração, voltando ao estágio inicial em poucos meses.

- Plantio direto: foi adotado em larga escala no escopo da agricultura conservacionista. Na maior parte da área cultivada com trigo no Brasil utiliza-se a semeadura direta da cultura em sucessão, principalmente à soja. O sistema plantio direto, no contexto da agricultura conservacionista, deve ser adotado sob o conceito de um complexo de processos tecnológicos destinados à exploração de sistemas agrícolas produtivos.

Atenção ao clima, rotação de culturas, preparo do solo e a escolha adequada de sementes são alguns dos cuidados a serem tomados pelo produtor. Gostou desse conteúdo?

Cadastre-se aqui e receba dicas, notícias e novidades em primeira mão.