Você sabia que A laranja é a fruta mais produzida no Brasil? Cultivar laranja é bem mais simples do que possa parecer, começando pela não exigência de uma área muito extensa. No fundo do quintal de casa dá para se cultivar a fruta. O que a árvore precisa mesmo para crescer bonita e forte e dá bons frutos é de uma boa terra e de um agricultor que se dedique ao cultivo.

Produto de grande importância na economia agrícola nacional e responsável pela posição do Brasil como maior fornecedor do suco da fruta no mundo, a laranja também responde pelos rendimentos de pequenos produtores brasileiros que sobrevivem da agricultura.

A laranja está presente em todos os estados da federação e também no Distrito Federal, mas sua principal produção está em um cinturão que vai do Paraná a Sergipe, passando por São Paulo, Minas Gerais e Bahia. O estado de São Paulo é de longe o maior produtor da fruta.

Aliás, a citricultura paulista é a principal responsável pela primeira posição brasileira no mercado mundial de suco de laranja. Em São Paulo são produzidos três de cada cinco copos da bebida consumidos no mundo. A produção é o ano todo.

O suco é o principal derivado dos laranjais no país, porém, o consumo de laranja in natura também é muito apreciado, além de geleias, compotas, licores e outras receitas feitas com a fruta. A laranja possui cálcio, potássio, sódio e fósforo, mas o que mais sobressai em sua composição é a vitamina C.

Como plantar laranja

Primeiramente você tem que saber e escolher com que tipo de laranja você vai trabalhar. Alguns escolhem trabalhar com uma variedade porque assim conseguem garantir a fruta o ano todo, outros preferem começar com uma só. Veja quais são as categorias:

Precoce: São laranjas que tem início de safra entre março e abril;

Meia-Estação: Laranjas com início de safra entre maio e julho;

Tardia: O início da safra é entre agosto e o final do ano.

A laranja-pera, que tem a casca lisa, é a mais cultivada no Brasil. Lá fora, laranja mais conhecida é a bahia.

Em locais com indicação e registro para a atividade, compre mudas de laranjeiras preparadas com 30 dias de antecedência. A enxertia é o principal método aplicado na formação delas, que também podem ser reproduzidas por meio de sementes. Em geral, as mudas são vendidas com 1 metro de altura e um ano de idade. É muito importante se certificar sobre a origem das mudas, elas precisam ser sadias.
A faixa de temperatura de 23 a 32ºC é a ideal para o local de cultivo da laranjeira. Cada variedade encontra nesse intervalo o clima a que mais se adapta, como as mais precoces e doces, que preferem ambientes mais quentes. A área de plantio também deve contar com boa incidência de luz solar, pois a luminosidade contribui para a produção de vitamina C. Assim, a poda de limpeza é recomendada para permitir o acesso da luz à parte interna da copa da árvore.

Antes de começar qualquer tipo de plantação é fundamental que existam cuidados com o solo. O primeiro passo é fazer uma limpeza retirando todos os resíduos, seja sujeira, lixo ou até mesmo antigas plantações ou restos de plantas.

Após isso é importante arar e revirar o solo. Por último, é recomendado espalhar calcário para corrigir qualquer acidez ou nível de magnésio que exista ali. Lembre-se que esse cuidado precisa ser feito com antecedência, com pelo menos 90 dias.

Recomenda-se plantar mudas produzidas em viveiros certificados na estação das chuvas. No entanto, é possível realizar o cultivo em qualquer período do ano. O pegamento da planta, no entanto, tem mais resultado quando feito em dias nublados. Retire o plástico que envolve a muda antes de acomodá-la na cova com o colo acima do nível do solo, com cerca de 5 centímetros. As covas devem ter 40 cm x 40 cm x 40 cm com espaçamento de 6 a 7 metros entre linhas e de 3 a 4 metros entre as plantas.

 

A plantação só estará pronta após um ou dois anos. Você precisa ficar atento ao aspecto das frutas, elas precisam estar amareladas sem amadurecerem demais.

Gostou desse conteúdo? Cadastre-se e receba notícias, dicas e novidades, clique aqui.