A importância da agricultura e da construção civil para a nossa economia

A importância da agricultura e da construção civil para a nossa economia

O Brasil conta com a participação de diversos setores na economia do país, dentre eles vale ressaltar os segmentos agrícola e da construção civil, que são muito importantes para o crescimento econômico brasileiro. 

Para se ter uma ideia da importância do agronegócio para o país, segundo o Ministério da Agricultura, em 2020, mesmo em um dos piores cenários econômicos mundiais, este setor gerou um valor bruto de produção estimado em R$ 848 bilhões, uma alta de 13,6% em relação ao ano anterior. Em comparação a 2019, a pecuária teve um aumento real de 6,1% e as lavouras, 16,9%. Um recorde de crescimento! 

Com uma boa capacidade produtiva, tanto em quantidade como em qualidade, a agricultura é responsável pelo plantio e cultivo de grãos e cereais, além de ser encarregada de abastecer tanto o mercado interno como o externo. Além disso, diversos fatores fazem com que a agricultura tenha uma participação muito significativa na economia, destacando-se na oferta de emprego e seu potencial de participação no PIB (Produto Interno Bruto), o que favorece o aspecto positivo na balança comercial brasileira e contribui para o desenvolvimento econômico do país. 

Já no cenário da construção civil, o Brasil, assim como os demais países em desenvolvimento, sofre com uma grande carência de infraestrutura e moradia. E apesar da instabilidade econômica e retração que vivemos neste momento, o impacto da construção civil tanto no PIB quanto na geração de empregos é muito grande. 

Sendo este setor um dos grandes motores da nossa economia, em 2019, segundo o jornal Estadão, a construção civil representava 6,7 milhões de postos de trabalho, o equivalente a 7,3% dos trabalhadores brasileiros, isso significa que, a cada 14 pessoas empregadas, uma trabalha na construção civil. 

Em 2020 a previsão para este setor, devido a pandemia, era um encolhimento de 11% do PIB, entretanto, ao final do ano foi possível perceber um recuo de apenas 2,8%, além da criação de 138,4 mil novos postos de trabalho, isso representa uma vitória para a construção civil, e destaca a importância deste setor para o desenvolvimento do país. 

Gostou desse conteúdo? Tem muito mais em nosso blog! 

Deixe uma resposta