Plumantes nas decorações de Natal!
22_10_blog

Plumantes nas decorações de Natal!

Uma das coisas mais legais das festas de fim de ano, além de celebrar com as pessoas que amamos, é a decoração de Natal. Decorar a casa com objetos natalinos é uma boa opção para quem deseja entrar no clima da época e deixar o ambiente mais temático. E a dica para quem quer caprichar na decoração gastando pouco, é fazer lindos enfeites com materiais como os Plumantes da Pegorari que são materiais que garantem qualidade durabilidade.

São muito utilizadas para preencher: sofás, travesseiros, ursos, bonecos, almofadas, lembrancinhas, trabalhos manuais em geral, patchwork, quilt, entre outros. E claro, muito utilizado também na decoração de natal. Separamos algumas ideias graciosas de enfeites e decoração de Natal para deixar a casa ainda mais linda para celebrar as festas de fim de ano com a família. Confira o passo a passo de cada uma delas:

- Estrela de feltro

Material:

Feltro amarelo Linha amarela
Fita Plumante Pegorari
Agulha
Botão
Caneta
Tesoura

Passo a Passo:
1.Faça uma estrela no feltro utilizando a caneta.
2.Adicione mais um feltro abaixo e alfinete para fixar os dois.
3.Recorte no risco, junte as duas estrelas já recortadas e costure à mão em ponto corrido.
4.Faça a costura por toda a borda da estrela e deixe uma pequena entrada para colocar o plumante Pegorari.
5.Para finalizar coloque um botão para dar o acabamento na frente e atrás coloque a fita para pendurar o enfeite na árvore de Natal.

Estrela-de-feltro

- Árvore de Natal
Material:
Tecido Natalinos
8 estampas diferentes
Vaso pequeno
Palito de churrasco
Bola de Isopor que caiba dentro do vaso
Cola quente
Fita decorativa Plumante Pegorari
Feltro
Linha para casear
Compasso e régua
Agulha
Linha 10 (pipa) pois é mais resistente
Tesoura

Passo a passo:
1. Vamos precisar de oito círculos de tecidos diferentes, com tamanhos de 4 cm, 6 cm, 8 cm, 10 cm, 12 cm, 14 cm, 16 cm e 18 cm. Os círculos podem ser feitos facilmente utilizando um compasso. Iremos alinhavar toda a borda dos círculos conforme você pode ver abaixo, fazendo uma dobrinha, para o acabamento.

2. Depois de alinhavar iremos puxar a linha e arrematar, ficará com essa abertura no meio, é por onde colocaremos o plumante.

3. Colocaremos o plumante, mas não deixaremos muito cheio para não ficar redondo. Queremos que ele fique mais plano.

4. Faremos isso com todos os círculos, alinhavamos, puxamos a linha, arrematamos e enchemos com plumante.

5. Para finalizar, precisaremos de duas estrelas de feltro que irá no topo de nossa árvore. E vamos usar a estrela que ensinamos como fazer no primeiro passo a passo, ok!

6. Pegaremos o vasinho e colocaremos metade da bolinha dentro, o tamanho da bolinha vai depender do tamanho do vasinho que irá encontrar, mas geralmente é 35 mm. Cole ela no fundo com cola quente se não ficar muito firme.

7. Iremos precisar de um palito de churrasco, para compor nossa árvore de natal.

8. Colocaremos ele bem no centro da bolinha e passamos cola quente em toda a volta. Lembrando sempre de deixar a parte do espeto com a ponta para cima, pois será mais fácil na hora de colocar os fuxicos.

9. Vamos começar a colocar os fuxicos, dos maiores para os menores. Centralize bem no meio na parte debaixo do fuxico, fure e coloque ele no palito de churrasco.

10. O primeiro fuxico colaremos no vaso com cola quente.

11. Depois iremos encaixando um por um por pela ordem de tamanho. Sempre passando cola quente bem rente ao palito para fixá-los.

12. Após colocarmos todos os fuxicos, vamos cortar o restante do palito de churrasco. Deixando uns 2 cm ainda para fora, pois é onde encaixaremos a estrela.

13. Colocaremos a estrela e colamos com cola quente.

14. Pegaremos a fita decorativa e passamos em volta do vaso e damos um laço, e está pronta nossa Árvore de Natal Artesanal com Fuxico.

arvore-de-fuxico-17

Fonte 

artesanal_PA_blog

Feira Artesanal Porto Alegre 2019

Estaremos presentes na Artesanal Porto Alegre 2019.

A feira, realizada desde 2012, reúne indústrias, lojas, ateliês e artesãos de várias partes do Brasil, representando os mais variados segmentos: tintas, pincéis, máquinas, patchwork, tecidos, scrapbooking, MDF, etc.

Em 2018 foram recebidas mais de 8.500 visitantes ao longo dos quatro dias. O número de empresas do setor interessadas em expor também aumenta a cada ano com a certeza da realização de bons negócios.

Você está convidado a nos visitar no evento.

Data: serão nos dias 16, 17, 18 e 19 de Outubro.
Local: Barra Shopping Sul
Horário: 13h00 às 19h00.

Esperamos por você!

Como e onde utilizar plumante

Como e onde utilizar plumante

O plumante da Pegorari Têxtil é uma fibra para enchimento 100% poliéster e é um produto antialérgico, não oferecendo riscos à saúde. Esta fibra atua como um plumante que proporciona volume aos produtos utilizados. Sua funcionalidade está no segmento da indústria de brinquedos e estofados.

A Fibra para enchimento pode também ser utilizada como recheio de almofada, edredons, travesseiros, na linha de produtos infantis (como enchimento de travesseiros para crianças e bichos de pelúcia), em produtos para animais de estimação, entre outros, garantindo segurança e eficiência.

Em relação à sua composição, sabe-se que elas são totalmente fabricadas em poliéster, o que as torna um material reciclável e de muita maleabilidade. Vale ressaltar algumas outras especificidades como: resistência à umidade; longa durabilidade; toque macio; isolante térmico e o principal, é de fácil utilização.

Quando você estiver procurando onde comprar fibra de silicone ou plumante como também é conhecido, certamente se deparará com variadas opções, mas para obter um produto de qualidade e que ofereça os melhores benefícios, é necessário contar com uma empresa competente e especializada no segmento como a Pegorari Têxtil que atende às normas técnicas e garante a qualidade do produto. Na Pegorari Têxtil, o Plumante (Enchimento em Polyester) é vendido em fardos de 5kg.

Enchimento em peças

Vamos falar sobre o enchimento. É muito importante saber encher adequadamente uma peça para que seu trabalho fique bonito e atraente. Não adianta ficar preocupado somente com a qualidade do ponto, pois o enchimento faz muita diferença também. Separamos algumas dicas importantes para você:

- A primeira delas é observar se a peça não está com sobras, ou seja, curvas, isso significa está faltando enchimento na peça. Então já sabe, não tenha dó, de encher a peça!

- A segunda dica é saber escolher o enchimento correto. O melhor enchimento é a fibra de silicone ou fibra siliconada que a Pegorari Têxtil produz. Elas são macias, deixando as peças mais gostosa de pegar e fofinha.

Passo a passo de como fazer uma linda boneca de pano

Passo a passo de como fazer uma linda boneca de pano

Há algumas décadas, talvez no tempo de infância das nossas mães ou avós, as bonecas de pano estavam na moda e as crianças as adoravam e até as colecionava – com certeza faziam parte da lista de artesanato que mais vendiam.

Depois, com a era da Barbie e da Susie, as bonecas de plástico ganharam o mercado e as bonecas de pano deixaram de ser tão procuradas.

No entanto, há alguns anos, as bonecas de pano voltaram com tudo e estão fazendo o maior sucesso, tanto com as crianças, quanto com os adultos que gostam de tê-las como objetos de decoração de quartos, de eventos ou para utilidades em casa como puxa-saco ou porta-fraldas, por exemplo.

Um dos materiais utilizados para confeccionar uma boneca é o Plumante que é utilizado para o enchimento.

Bom, agora vamos ao passo a passo completo de como fazer as suas próprias bonecas de pano.

Vamos começar pelos materiais que serão necessários, além do Plumante produzido pela Pegorari Têxtil, claro:

- Tecido para a pele (pode ser salmão, marrom, branco, preto ou da cor que você desejar para a sua boneca) – normalmente se usa feltro ou tecido tipo popeline;
- Tecido para o corpinho (pode ser os mesmos tecidos citados acima);
- Lã mesclada colorida;
- Enchimento (Plumante da Pegorari Têxtil);
- Renda ou bordado inglês para colocar na manga da boneca;
- Lacinhos e rococós ou fuxicos;
- Canetas para tecidos;
- Linhas coloridas.

Como fazer a boneca:

- O primeiro passo para fazer a sua boneca é escolher o molde. Você precisa decidir que tipo, formato e tamanho de boneca que deseja fazer para poder usar o molde adequado para ela (na internet você encontra facilmente diversos moldes).

- Escolhido o modelo e então o molde da sua boneca de pano, você deverá baixar o arquivo e imprimir esse molde, para então recortá-lo.

- Usando o molde como base, você deverá marcar com a caneta própria no tecido que será feito o corpo as diferentes partes do corpo: cabeça, corpo, braços e pernas.

- Lembre-se de marcar a abertura e o lugar dos braços e de aproveitar o molde do corpinho para recortar o tecido da roupinha também.

- Com os contornos das peças feitos, é hora de recortá-los – lembrando de sempre deixar uma margem de 1,5cm, pois ao preencher o tecido, ele acabará encolhendo um pouco;

- O próximo passo é costurar o tecido pelo contorno – não se esqueça de deixar a abertura para poder fazer o enchimento;

- Após a costura, você deve virar o tecido do avesso, pois essa parte da costura deverá ficar para dentro. Feito isso, você já pode começar a encher a boneca;

- Na sequência é necessário colocar o tecido ao contrário da costura e preencher o corpo da boneca com o Plumante da Pegorari Têxtil.

- Após encher a boneca, você deverá costurar todas as partes do corpo à boneca, assim como as aberturas para enchimento;

- Para fazer o cabelo da boneca, existem várias opções: você pode fazer de feltro ou outro tecido, ou até mesmo usando fios de lã para dar a impressão dos fios de cabelo (e você ainda pode fazer penteadinhos com ela!).

- Agora é hora de colar o cabelo que você escolheu na cabeça da boneca.

- Para fazer o rostinho da boneca, você pode fazer de diversas formas, mas é importante, nesse momento, se atentar para a finalidade da boneca: se for para decoração ou utilidades (como porta-fraldas ou puxa-saco) você pode usar miçangas e botões para os olhinhos, por exemplo.

- Porém, se as bonecas forem para brinquedo, o mais indicado é que o rostinho seja desenhado ou pintado, pois as peças pequenas podem se soltar e acabar sendo engolidas e machucando as crianças;

- Na hora de fazer os olhinhos, saiba que a distância entre eles acaba fazendo toda a diferença no resultado final da sua boneca. Os olhos, quanto mais juntinhos, mais dão uma aparência fofa e infantil para as bonecas; porém, quanto mais afastados, as bonecas passam a ser mais engraçadas (assemelhando-se aos desenhos de crianças). Faça um teste desenhando antes em um papel.

- Por fim, costure o vestidinho que você cortou usando como base o molde do corpinho e vista sua bonequinha: e pronto, sua boneca de pano está pronta!

 

Pegorari Têxtil participa de feira nacional de patchwork em Curitiba

Pegorari Têxtil participa de feira nacional de patchwork em Curitiba!

A Pegorari Têxtil participa na próxima semana, de 4 a 7 de setembro (quarta a sábado), do 9º Quilt & Craft Show – Feira Nacional de Patchwork, Scrapbooking e Folk Art. O evento reunirá na ExpoUnimed, na Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, n.º 5.300, expositores de todo o Brasil e também de países do Mercosul.

O Quilt & Craft Show se tornou um grande evento anual, realizado com intuito de reunir durante os quatro dias de evento, os amantes, artistas e empresários do Patchwork e artes afins. A proposta é oferecer um ambiente de aperfeiçoamento e entretenimento interativo e dinâmico para profissionais e apreciadores, procurando intensificar com qualidade e profissionalismo este segmento que cresce cada dia mais no mercado das artes manuais.

O evento deste ano conta em sua programação com mostra de arte, cursos e workshops e a feira comercial focada na apresentação de matéria prima, aviamentos, máquinas de costura e muitos outros insumos da cadeia produtiva do patchwork, arte têxtil, artesanato em madeira e tecidos.

Todos os anos, o evento conta com a participação de convidados de renome e destaque no cenário do Patchwork e artes afins, além de trazer a criatividade de artistas que surpreendem os visitantes na Mostra de Arte, enriquecida em cada edição.

Ao todo, durante os quatro dias, o Quilt Show recebe em torno de 80 caravanas, 10 mil visitantes, 150 artistas e 100 expositores em mais de dois mil metros quadrados de feira. A Pegorari Têxtil estará no stand 06-B.

Venha nos visitar!

Aprenda a fazer capa de almofada de Patchwork

Aprenda a fazer capa de almofada de Patchwork

Uma das técnicas que vem ganhando destaque nos últimos anos dentro dos trabalhos artesanais com tecido é o patchwork, que é uma forma de unir tecidos em vários formatos e modelos, para criação de lindos trabalhos artesanais.

O importante dessa técnica é a utilização de sobras de tecidos que você pode utilizar para montagem e composição de uma peça.

As cores ficam ao seu critério e estampas também.

E aí, que tal fazer a sua também?

Confira algumas dicas de como fazer lindas capas de almofadas em patchwork, e com isso deixa sua casa com uma decoração toda especial.

Antes de saber como fazer este tipo de almofada especial é preciso entender o que é patchwork e como essa técnica pode ser praticada.

Patchwork é uma modalidade de artesanato bem simples que usa retalhos de tecido para a fabricação de objetos diversos.

Caso você tenha bastante paciência, goste de trabalhos manuais e adore deixar a sua casa bonita e bem decorada o patchwork é uma ótima opção.

Agora que você compreende como funciona esta técnica artesanal é fácil colocar mãos à obra para fazer uma almofada de tecido em patchwork.

E vamos mostrar passo a passo de como fazer uma almofada com a técnica do Patchwork conhecida como Crazy.

O Crazy é montado a partir de sobras de tecido e dá um resultado visual super diferente. A característica é usar retalhos da mesma tonalidade, mas valendo de tudo, do liso a todo tipo de estampado.

Primeiramente separe os materiais: Anotem os materiais: retalhos de tecidos, tecido liso para forro, piquê para o verso da capa, manta acrílica e botão.

Corte um quadrado de 42x42cm na manta acrílica, marque o centro desse quadrado e alfinete nele um pequeno pedaço de tecido. Inicie o trabalho sempre com os pedaços menores dos tecidos.

Escolha o segundo retalho, posicione ele lado direito com o direito do primeiro retalho, alinhado numa das laterais e costure essa lateral. Desdobre o retalho para o lado certo.

O processo todo segue essa regra: o retalho seguinte é posicionado sobre o anterior, direito com direito, e a costura passada numa das laterais pelo avesso. O retalho costurado é desdobrado e o próximo posicionado sobre ele, assim por diante.

Outra regra é que os retalhos devem ser posicionados sempre no sentido horário, o seguinte sobre o anterior, nunca pulando partes. Observe ao lado os retalhos circundando o retalho inicial, formando a espiral.

Sempre que costurar um novo retalho, acerte as sobras do tecido e continue preenchendo todo o quadrado de manta acrílica.

Assente as costuras com o ferro de passar.

Após isso, acerte os lados deixando o quadrado com 40x40cm.

Corte no piquê dois retângulos de 40x6cm e dois retângulos de 47x6cm. Costure-os ao quadrado de patch para fazer a borda da almofada.

Corte no tecido para forro um quadrado de 50x50cm e costure toda a borda ao quadrado de patch.

Corte no piquê um retângulo de 20x6cm dobre-o e passe uma costura fazendo uma tira. Esta será a alça para prender o botão na parte de trás da almofada.

Para o lado de trás da almofada corte no piquê um retângulo de 50x33cm e um retângulo de 50x28cm. Nos dois retângulos, costure uma barrinha numa das laterais de 50 cm.

Ao costurar a barrinha na lateral do retângulo maior, lembre de aproveitar e fixar a alça do botão.

Vamos montar o conjunto para fechar a almofada.

Faça um sanduíche com o quadrado de patchwork e sobre ele posicione o retângulo maior com a alça do botão para o centro, lados direito com direito, e alinhando com as laterais.

Posicione o outro retângulo sobre o outro lado do quadrado de patch, também com o direito virado para o direito do patch. Os dois retângulos vão se sobrepor deixando uma abertura no centro. Por essa abertura você vai colocar o recheio da almofada, depois de pronta.

Fixe toda a borda com alfinetes.

Costure todo o contorno normalmente. Depois desvire a almofada para o lado direito e passe a ferro para assentar bem as bordas.

Faça uma costura decorativa entre a faixa de piquê e o quadrado de patch. Essa costura vai formar as margens da almofada como se fosse uma moldura.

Costure o botão no verso da almofada. Com essa abertura você pode facilmente retirar o recheio e lavar a capa.

Agora é só rechear e admirar o resultado.

Gostou desse conteúdo? Clique aqui, cadastre-se e receba novidades e tendências do mundo da moda e patchwork, além de um cupom de 10% de desconto em nossos produtos.

ombreiras são tendências no mundo da moda

Ombreiras são tendência de moda. Veja alguns Looks e inspire-se.

Os anos 80 estão de novo na moda e vários elementos de uma das décadas mais extravagantes da história fashion vêm aparecendo nas passarelas que trazem as tendências para as próximas temporadas. Um dos elementos super característicos da época são os ombros marcados. Os vestidos com ombreiras bem visíveis estão fazendo a cabeça das famosas na hora de montar os looks do tapete vermelho.

E nessa última temporada de moda esse hit se confirmou com grifes de peso apostando no volume extra. Não deu para ninguém, as ombreiras reinaram absolutas nas temporadas de moda outono 2019 de New York, Paris e Milão. Das labels mais tradicionais como Michael Kors, Fendi e Givenchy às mais experimentais como Balenciaga, Balmain e Saint Laurent, não teve quem se rendesse à vibe oitentista da modelagem.

Todo mundo sabe que os looks com ombreira foram matadores nos anos 80. Naquela época, podíamos notar produções repletas de exageros, que destacavam pontos específicos no look, ou até mesmo o look inteiro era exagerado!

Porém, com o passar dos anos, este tipo de estilo passou a ser encarado como algo meio cafona. E assim, todos os exageros e traços intensos começaram a ser trocados pela discrição e leveza de peças simples.

Mas, como o universo da moda está em constante transformação, é claro que com o passar do tempo a mesma voltaria – e com tudo. E é exatamente isso que podemos esperar do momento!

Ombros marcados trazem poder às mulheres.

Ombros bem marcados, que empoderam mulheres e mostram os seus traços de maneira mais forte e intensa é a regra do momento. A aposta no momento é em looks com ombreira para criar diversas composições. Desde estilos despojados, até aqueles mais pensados para o dia a dia no trabalho.

Elaborar um bom look com ombreira requer certo equilíbrio. Pois não estamos mais nos anos 80 há muito tempo, certo? Por essa razão, precisamos pensar em uma composição que não sobrepese todo o nosso estilo. Ou seja, é preciso encarar o uso da ombreira mais como o ponto alto da produção, do que um complemento. Assim, você elabora a completude do seu look partindo do ponto inicial que será a ombreira.

Confira algumas inspirações de looks poderosos com ombreiras:

ombreiras-pegorari-textil (1) ombreiras-pegorari-textil (7) ombreiras-pegorari-textil (6) ombreiras-pegorari-textil (5) ombreiras-pegorari-textil (4) ombreiras-pegorari-textil (3)

 

Você sabe o que é patchwork?

Você sabe o que é patchwork?

Você com certeza já viu alguma peça de patchwork por aí! Mas você sabe definir o que é? O patchwork nada mais é do que um trabalho com retalhos. Ou seja, nesta técnica, você usa recortes de tecidos diferentes e pode uni-los de forma harmônica. Enfim, é uma forma de fazer peças divertidas, coloridas e, mais importante ainda, únicas.

Com o patchwork, você pode desenvolver os mais variados produtos como capas de almofadas, tapetes, cortinas, carteiras, capas para cadernos e muito mais.

Ele também pode ser encarado como uma forma de sair da rotina e do caos do dia a dia. Sendo assim, uma boa dica é reservar um período à noite, após o trabalho para se dedicar a essa atividade.

Além de acalmar a mente, quem gosta de arte e costura pode usar o patchwork como uma fonte de renda extra, afinal, é um trabalho artesanal bem valorizado.

Hoje o patchwork é cada vez mais reconhecido como obra de arte. Os resultados da criatividade dos artesãos podem ser conferidos nas diversas feiras e exposições espalhadas pelo Brasil. Esse tipo de artesanato segue o crescimento do setor brasileiro de artigos têxteis que vem produzindo milhões de peças por ano e registrando um crescimento cada vez maior.

A indústria de máquinas de costura está investindo cada vez mais e já conta com equipamentos específicos para “quiltar”, ou seja, acolchoar uma peça de patchwork devidamente acabada. Produções nacionais de réguas, cortadores, stencil e todos os tipos de acessórios que facilitam a execução da técnica podem ser encontrados facilmente. Além de publicações específicas sobre o assunto, há aulas em vídeo na internet. É um mercado em expansão que cresce cada vez mais e há novos espaços a serem explorados.

Afinal, onde e como surgiu o patchwork? Não se sabe ao certo quando surgiu, pois já foram encontradas peças de patchwork, segundo historiadores, em sarcófagos do Antigo Egito por volta do século IX a.C., e há registros de patchwork feito com peles de animais na cultura viking e também no Extremo Oriente.

No Brasil, imigrantes europeus que se instalaram na Região Sul trouxeram a técnica, onde surgiu a tradição das “quilteiras”, que produziam peças de patchwork acabadas e acolchoadas ou “quiltadas”.

Hoje, o Sudeste representa mais de 50% da produção no País. “O patchwork se transformou em expressão artística através de artquilts, está presente na moda, em roupas e acessórios, e chegou até em utilitários como necessaires, carteiras e bolsas.”

E você? Está pronto para iniciar o seu projeto de patchwork e aderir a esta tendência na arte de costurar?

 

Pegorari Têxtil presente na 3° Edição do Patchmeeting 2019

Pegorari Têxtil presente na 3° Edição do Patchmeeting 2019

A Pegorari Têxtil marcou presença na 3° Edição do Patchmeeting 2019 realizado entre os dias 7 e 9 de junho no Itu Plaza Hotel. Alexandra Pegorari que ministrou uma palestra no 1º dia do evento, falou sobre as mantas Pegorari, oportunidade em que os convidados puderam tirar todas as suas dúvidas sobre mantas e ainda receberam como mimos alguns exemplares de mantas. Enfim, assim como o evento, a apresentação da Alexandra foi um sucesso.

O Patchmeeting é uma oportunidade única para todas as alunas do Método Ana Cosentino de adquirir conhecimento, além de fazer novas amizades, de trocar experiência, de se divertir e principalmente sentir a transformação que o Patchwork e o Quilting podem fazer na vida das pessoas.
E o próximo evento já tem data para acontecer. Será de 6 a 9 de março de 2020 em Itu!

Pegorari Têxtil presente na 3° Edição do Patchmeeting Pegorari Têxtil presente na 3° Edição do Patchmeeting 2019

11º Festival do Algodão Doce

11° Festival de Algodão Doce

A Pegorari Têxtil marcou presença no 11° Festival de Algodão Doce, esse evento é voltado ao artesanato e trabalhos manuais.

Confira algumas fotos.
As ombreiras voltaram!

A importância das ombreiras

Muito valorizada nos anos 80, as ombreiras voltam a ganhar destaque no cenário atual.

Mais do que uma modinha, as ombreiras, que na verdade nasceram nos anos 30 com a estilista surrealista Elsa Schiaparelli, vêm para marcar época novamente.

A roupa que a gente usa e que a gente quer usar têm muito a ver com a fase que estamos passando. As tendências nada mais são do que essas vontades coletivas de representar, através de imagens, uma ideia, um sentimento, um conceito ou necessidade individual ou de um grupo

As ombreiras voltam a ganhar destaque não porque “os anos 80 estão voltando”, mas porque as mulheres que as usavam na última vez que os ombros marcados foram sucesso, eram as mulheres quebradeiras de padrão. Foi um momento em que mulheres começaram a assumir cargos executivos e posições importantes dentro de escritórios, principalmente na liderança. As ombreiras são extremamente necessárias para paletó masculino também, pois elas estruturam o layout da peça e dão caimento ideal em paletós, sobretudos e blazers.

Na época, houve a necessidade de masculinizar o guarda-roupa e a silhueta feminina para que as mulheres pudessem se afastar da ideia de objetos decorativos no ambiente de trabalho.

As que alcançaram cargos de liderança em ambientes dominados por homens ou que, como Lady Di, ousaram viver a vida da forma que queriam, usaram os ombros marcados quase como uma armadura que lhes garantia autoridade.

As ombreiras foram uma das marcas mais presentes da emancipação moderna. Agora, em um momento de discussão sobre o gênero da moda, a nova silhueta de poder volta a ser desejada. Agora, na terceira onda feminista, as ombreiras voltam a fazer sentido.

Fonte: www.modices.com.br

 

20_05blog

Mantas para Patchwork: Como escolher a manta certa para o seu trabalho?

Muitas pessoas têm dúvidas na hora de escolher a manta para patchwork correta para o seu trabalho.

O patchwork além de agradar muitas pessoas, é uma excelente forma de ocupar o tempo com atividades que trazem tranquilidade, cuidado e bem-estar. É uma ótima forma de terapia ocupacional.

Diante desse quadro separamos algumas dicas que podem te ajudar:

Já que a manta serve para dar um volume ao trabalho, ela será o recheio do sanduíche (top, manta e forro) e é muito importante escolher bem para deixar o trabalho ainda mais bonito.

A Pegorari Têxtil tem uma grande variedade de mantas para você escolher e antes de definir qual utilizar, você terá que levar em conta algumas características como: se será lavado com frequência, se pode ser passado a ferro ou ainda se o quilting (acolchoamento) será feito a mão ou a máquina.

Você precisa saber também um pouco mais sobre a variedade das mantas, sua composição e densidade.

- Mantas 100% algodão que são naturais e muito fáceis de serem usadas, não encolhem e o trabalho poderá ser passado o ferro. Muito usada para trabalhos grandes e pequenos, feitos à mão e à máquina;

- Mantas sintéticas (100% polyester ou polyester + viscose). Essas são mais duráveis e mantêm sempre a forma original mesmo depois de muitas lavadas. Nem sempre permitem o uso do ferro. São mais leves que as mantas de algodão;

– Mistas (polyester + algodão): Combinam as características do polyester e do algodão. Permitem o uso do ferro. São mais fáceis de quiltar.

Quanto às densidades as mantas se dividem em:

- Finas: Fácil de trabalhar e o trabalho fica mais leve e mostra bem os pontos do quilt;

- Médias: Formam uma espécie de textura no quilt e um acolchoado discreto;

- Grossas: Destacam bem o relevo e o acolchoado do quilt. Esquentam bastante.

Alguns tipos de mantas são mais adequados para o quilt à mão, enquanto outros são melhores para o quilt à máquina. As mantas mais grossas são mais difíceis de trabalhar na máquina do que as finas e médias, enquanto as termocolantes são mais difíceis para o quilt à mão.

Para facilitar veja abaixo a lista de características e utilidade das mantas mais usadas da Pegorari:

Modo de aplicar - Menu Patchwork

Mantas para Patchwork, saiba como escolher a manta certa para o seu trabalho.

 

 

 

 

Páginas:12»